Liga-te a nós

Pro

Gary Woodland conquista US OPEN

O golfista norte-americano Gary Woodland resistiu no domingo ao ataque de Brooks Koepka.

O golfista norte-americano Gary Woodland resistiu no domingo ataque do compatriota Brooks Koepka, que perseguia o ‘tri’, e conquistou o 119.º US Open, o primeiro ‘major’ da carreira.

Woodland, de 35 anos, assumiu o comando no segundo dia e conseguiu mantê-lo até ao final, resistindo ao inglês Justin Rose, que partiu para o último dia a uma pancada, e, especialmente, a Koepka.

Depois de marcar 68 pancadas (três abaixo do par) no primeiro dia, um recorde igualado de 65 (seis) em Pebble Beach no segundo e 69 (duas) no terceiro, Woodland repetiu as 69, com quatro ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par) e dois ‘bogeys’ (uma acima).

Desta forma, o norte-americano fechou com 271 pancadas, 13 abaixo do par, depois de um espetacular ‘birdie’ a fechar, no buraco 18, que deixou Brooks Koepa, segundo colocado, a três.

 

No decorrer do último dia, Koepka esteve a uma pancada, já nos últimos nove, mas Woodland resistiu, sendo decisivo o ‘birdie’ obtido no buraco 14, um par-5.

 

Desta forma, Woodland ‘roubou’ a Brooks Koepka a possibilidade de fazer história, pois, vencendo, o também norte-americano, de 29 anos, tornava-se o primeiro a vencer o US Open por três vezes consecutivas desde o escocês Willie Anderson, de 1903 a 1905, mas o número 1 mundial teve de contentar-se com o segundo lugar, a três pancadas do compatriota, depois de somar 68 pancadas (três abaixo do par) na última volta, com cinco ‘birdies’ – quatro deles nos primeiros cinco buracos – e dois ‘bogeys’.

 

Koepka tinha marcado 69 pancadas (duas abaixo) no primeiro dia, sendo 16.º, 69 no segundo, para ascender a sexto, e 68 no terceiro (três abaixo), subindo a terceiro. No último dia, subiu mais um lugar, com a ‘ajuda’ de Justin Rose, que fez a sua pior volta do torneio, ao marcar 74 pancadas (três acima do par), com apenas dois ‘birdies’ (buracos 1 e 6) e cinco ‘bogeys’, três dos quais entre os buracos 12 e 15.

É importante mencionar o norueguês Viktor Hovland, que ficou em 12º lugar juntamente com mais três jogadores. Hovland acabou com 280 pancadas, quatro abaixo do par, o melhor registo de sempre para um amador no US Open em 72 buracos (quatro voltas de 18).

Mais longe dos primeiros, ficou Tiger Woods que fechou em 21.º, com 282 pancadas, duas abaixo do par, o seu melhor registo no US Open desde 2009, depois de fechar com 69, ao marcar seis ‘birdies’ e quatro ‘bogeys’. Tiger terá, assim, de esperar por nova ocasião para somar o 16.º ‘major’ da carreira, ele que conta cinco títulos no Masters, o último já este ano, três no US Open, um deles em Pebble Beach, em 2000, três no The Open e quatro no PGA Championship.

 

Imagem: Andrew Redington @ 2019 Getty Images

Comentar

Publicidade

Destaques

Mais em Pro