Liga-te a nós

Amador

Reutilização de bolas de golfe, uma prática consciente!

Faz ideia do que são feitas as bolas de golfe?

Não é preciso ser jogador de golfe para já ter visto como os atletas da modalidade carregam muitos materiais nos seus sacos. Tacos, tees, luvas, aquelas capas divertidas para os taco e, provavelmente o ítem mais indispensável, a bola.

Sem elas não há jogo, pequeninas (cerca de 42.67 mm), com um peso de aproximadamente 15.93 gr, as bolas são normalmente de cor branca e possui na parte externa muitas “covinhas”, cerca de 500. São essas saliências que aumentam sua aerodinâmica, que permite diminuir a resistência do ar e assim conseguem atingir uma distância duas vezes maior do que uma bola lisa.  

E por falar em material, você faz ideia do que são feitas as bolas de golfe?

As bolas utilizadas por atletas profissionais, são chamadas de três peças ou enroladas. Isto porque é composta por três diferentes camadas: Seu núcleo sólido é formado por uma esfera de borracha cheio de um líquido, que recebe à sua volta um fio de borracha enrolado. Este conjunto é envolvido por uma capa em Surlyn ou balata, que são materiais sintéticos macios, o que permite pancadas com mais pressão, como as de curta distância.

Talvez já tenha se perguntado, o que acontece com as bolas perdidas em um campo de golfe. Elas são inúmeras e se forem deixadas no ambiente para “desaparecerem” sozinhas, por meio da decomposição, esse processo pode levar mais de mil anos.

Pensando nesta problemática, algumas empresas especializaram-se em reaproveitar estas bolas, a partir de tecnologias para as reciclarem.   

Processo de reciclagem de bolas

O primeiro estágio que as bolas passam é a lavagem com produtos especiais, depois elas são classificadas por marca, modelo e categoria, que dividi-se em novas ou pouco riscadas. Após o procedimento de recuperação das bolas, as mesmas ficam aptas a voltarem a ser as estrelas do campo de golfe, podendo custar menos e garantindo um menor impacto ambiental, uma vez que não utilizou-se novas matérias-primas em seu processo de produção

Curiosidade

Nos Estados Unidos, a Universidade de Maine, desenvolveu uma bola de golfe biodegradável, que tem em sua composição casca de lagosta triturada e um tipo de selante. Além de contribuirem para a conservação do meio ambiente, as bolas possuem um custo de produção muito menor do que as convencionais, apenas US$ 0.19.

1 Comentário

  1. Pingback: Como descartar bolas de golfe, tem reciclagem? | Como Descartar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Destaques

Mais em Amador